ORIENTAÇÕES DE ALTAS FARMACÊUTICAS

1. Durante a consulta médica, o que informo sobre o uso dos meus medicamentos?

  • Informe ao profissional de saúde TODOS os medicamentos que você usa, inclusive os naturais (fitoterápicos), vitaminas e anticoncepcionais, pois, o uso simultâneo de diferentes medicamentos pode interferir no seu efeito e segurança.
  • Informe sobre qualquer reação desagradável que você já experimentou ao usar algum medicamento (tonturas, manchas na pele, insônia, dores de cabeça e outros).
  • Informe se você é alérgico a algum medicamento ou substância (dipirona, sulfas etc.), assim como se é portador de alguma doença (hipertensão, diabetes, etc.). É importante que as mulheres grávidas ou que estão amamentando informem ao profissional, pois, alguns medicamentos podem ser contraindicados.
  • Relate ao profissional de saúde outros hábitos que podem interferir no uso do medicamento, como por exemplo, o uso de bebidas alcoólicas e fumo.
  • Relate se tem problemas para engolir cápsulas ou comprimidos, assim o profissional poderá selecionar, por exemplo, o medicamento em forma líquida, caso exista a apresentação no mercado.
  • Sempre que receber uma receita de um profissional de saúde certifique-se que a letra está legível. Em caso de dúvida, pergunte.

 
 

2. O que é importante eu ficar atento quando comprar medicamentos na farmácia?

  • Fique atento à validade do medicamento, antes de adquiri-lo. Não compre medicamentos com prazo de validade vencido.
  • Importante: Solicite ao farmacêutico orientações sobre como guardar o medicamento. Os medicamentos que precisam ser mantidos em temperatura ambiente (15° a 30°C ), devem ser armazenados em locais sem umidade, calor ou luz excessiva. Já medicamentos que necessitam ser mantidos sob refrigeração ( 2° a 8°C ), devem ser armazenados em geladeira, não muito próximos ao congelador e nem na porta da geladeira.
  • Ao comprar dispositivos inalatórios de asma, solicite ao farmacêutico que faça a demonstração da forma correta de utilizá-los.
  • Caso tenha dificuldade em organizar a rotina de utilização diária de seus medicamentos ou se achar que terá dificuldade em recordar quando tomar os seus medicamentos, peça ao seu farmacêutico que lhe escreva as doses a serem tomadas a cada horário diário. Isso irá favorecer a adesão ao tratamento.
  • Pergunte ao farmacêutico se o medicamento deverá ser administrado em jejum, com alimento ou indiferente de acordo com o medicamento.

 
 

3. Quais cuidados são necessários com as medicações em casa?

  • Evite a automedicação! Não use medicamentos indicados por outras pessoas: como amigos, vizinhos e parentes. Cuidado! Doenças diferentes podem ter sintomas parecidos ou até iguais, mas usar medicamento sem recomendação de um profissional de saúde pode ser prejudicial a sua saúde!
  • Antes de começar a usar o medicamento, leia a receita médica com atenção.
  • Faça uma lista: anote todos os medicamentos, com o nome, dosagem, quantidade de cada um, horários corretos e o número de dias de tratamento. O farmacêutico poderá auxiliá-lo nesse processo.
  • Cuidado com a forma de manuseio: lave sempre as mãos antes de tomar seu medicamento ou medicar outra pessoa (seu filho, sua mãe, etc).
  • Comprimidos, drágeas e cápsulas devem ser tomadas sempre com água. Exceto quando houver outra recomendação médica.
  • Se você é um paciente portador de alguma doença crônica, que exige uso continuado de um ou mais medicamentos não interrompa o tratamento sem o conhecimento de quem prescreveu.
  • Comprometa-se a fazer o tratamento completo, não suspenda o uso porque teve melhora dos sintomas, principalmente durante o uso de antibióticos e outros medicamentos de uso controlado.
  • Não corte o medicamento ao meio sem orientação médica ou abra as cápsulas, fazer isto pode reduzir o seu efeito e, posteriormente, dificultar sua identificação. Procure orientação de um farmacêutico.
  • Mantenha os medicamentos longe do alcance de crianças e animais domésticos, para evitar acidentes.
  • Nunca guarde medicamentos que necessitem ser refrigerados em geladeira, dentro de caixas de isopor com a tampa fechada. Lembre-se que o isopor é um isolador de temperatura que deve ser utilizado apenas para transporte.
  • Em caso de internação, apresente sua receita e/ou a lista sempre que possível atualizada e os medicamentos de uso contínuo em suas embalagens originais. Estes procedimentos serão úteis para que seu médico defina o melhor tratamento.

 
 

4. Como descarto medicamentos de forma correta e consciente?

  • Não jogue sobras de medicamentos após o uso na pia, no vaso sanitário ou lixo comum. Os resíduos das substâncias podem contaminar o solo e água ou podem ser utilizados por pessoas que trabalham em lixões, ocasionando intoxicações e até a morte quando descartados dessa forma.
  • Para jogar fora o medicamento, o ideal é entregá-lo em um posto de coleta. Muitas farmácias, drogarias e unidades básicas de saúde oferecem esse serviço.