Unimed Piracicaba recebe selo da Casa do Bom Menino

Unimed Piracicaba doa 4 mil bombons para Escola Municipal
10 de abril de 2018
Unimed Piracicaba Homenageia Mães com Ação de Humanização
15 de maio de 2018
Mostrar tudo

Unimed Piracicaba recebe selo da Casa do Bom Menino

Carlos Joussef entre dirigentes da Casa: Guilherme Mônaco de Mello e Marco Antônio Guidotti

 

Cooperativa oferece serviços ocupacionais, além de doações pontuais

O presidente da Unimed Piracicaba, Carlos Joussef, recebeu esta semana o selo Empresa Amiga da Casa do Bom Menino pelo comprometimento nas ações sociais da instituição. A entrega da homenagem contou com a presença do presidente da entidade, Marco Antônio Guidotti, e do vice, Guilherme Mônaco de Mello, durante café da manhã organizado pelos acolhidos que participam do projeto Menino Gourmet.

Para Joussef, o reconhecimento enaltece as iniciativas de responsabilidade social da Cooperativa, que preza pela saúde e bem-estar dos piracicabanos. “A cidade sempre nos apoiou. Por isso, nada mais justo que compartilhar essa confiança por meio de ações que contribuam com a comunidade”.

Além de participar com iniciativas pontuais durante o ano, o dirigente conta que desde o ano passado a Cooperativa disponibiliza os serviços de saúde ocupacional (SOU) para os 115 funcionários que atuam na instituição. “E nossa parceria deve se estender com o repasse mensal de leite para crianças e adolescentes que vivem na Casa”, adiantou.

Joussef foi presenteado ainda com o livro Vencedores, lançado na semana passada pela Casa do Bom Menino, com o apoio da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba) e Unisol (Universidade Solidária). A obra resgata histórias de acolhidos que transformaram suas vidas depois de ter passado pela instituição.

COOPERAÇÃO– De acordo com o presidente da Casa do Bom Menino, Marco Antônio Guidotti, a parceria com a Unimed Piracicaba contribui para a operacionalização da instituição. “O serviço oferecido pela Cooperativa é fundamental, pois conseguimos reverter os custos dos serviços ocupacionais para projetos e ações socioeducativas”, disse.

Hoje, a entidade acolhe 106 moradores, entre crianças e jovens, em situação de vulnerabilidade social e conta com recursos dos poderes público e privado.

 

 

Texto: Juliano Fantazia/Unimed Piracicaba

Foto: Filipe Paes/Studio47

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *